Eu sugiro… “Paranoid”, Black Sabbath

swereparanoid.jpgAntes de se degradar em frente às câmaras da MTV – algumas vezes com piada, reconheço – Ozzy fez parte de um dos monstros sagrados do metal: Black Sabbath.

A formação inicial dos Sabbath era composta por Ozzy Osbourne (voz), Tony Iommi (guitarra), Terence “Geezer” Butler (baixo) e Bill Ward (baterias). Apesar do sucesso, esta não foi esta a única formação oficial do grupo. Osbourne, por abusos com as drogas alucinogénias e Butler deixaram a banda tal como o próprio Ward que protagonizou várias entradas e saídas.

Polémicas e instabilidade à parte, o grupo tem em “Paranoid” (1970), o seu segundo álbum, um dos seus melhores. É o meu favorito. A guitarra de Iommi aparece em estado invejável, como a própria voz de Osbourne encontra nas letras de Butler e Ward uma companheira fantástica.

O título original do álbum era “War Pigs” em jeito de protesto contra a guerra no Iraque. Apesar da editora ter conseguido convencido a banda a alterar o título do álbum, não viu o mesmo acontecer com a faixa correspondente. Aliás, o tema “War Pigs” abre o álbum e dá o mote para o que aí vem: uma das primeiras incursões do rock no Mundo do oculto e do negro.

O tema “Iron Man” é considerado com um dos grandes hinos do metal, assim como os prórpios Sabbath foram consideradas a segunda melhor banda de metal de sempre, atrás dos Led Zeppelin, em sondagem VH1.

“Paranoid” é um excelente álbum, repleto de tudo aquilo que um bom disco deve ter: boas canções e letras brilhantes. Um álbum “castrante” para os mais castos, perfeito para os mais diabólicos.

“Now the time is here
for Iron Man to spread fear
Vengeance from the grave
Kills the people he once saved”

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Eclipses, Música. ligação permanente.

6 respostas a Eu sugiro… “Paranoid”, Black Sabbath

  1. dizer ‘metal’ de Sabbath já é duvidoso; de Zeppelin é ridículo. à parte isso, excelente álbum. 😉

  2. excelente reflexão. deixa-me dizer que concordo com o que dizes, mas temos de ter em linha de conta aquilo que é hoje o dito “metal”.

    nas décadas de 60 e 70 o som oferecido por tanto uma como outra banda – falo de sabbath e zeppelin – era completamente diferente daquilo que existia. daí a designação de “hard rock” que posteriormente evoluiu para “metal”.

    é evidente que, à luz do que se ouve hoje – slipknot, sepultura e afins – sabbath e zeppelin não seria mais do que “meninos do coro”. porém, quando apareceram, com o comportamento “diabólico” em palco e os primeiros acordes mais “dark”, foi notória a transformação que fizeram da cena musical, conseguindo o reconhecimento que permitiu e legitimou a som de outras bandas como, p.e., os metallica.

    porém, a designação oferecida no post é aquela oferecida pela vh1. E, para esses, metal vai desde sabbath e zeppelin, a mettalica, kiss e rage, entre outros. vá-se lá perceber porquê…

  3. Stones tem acordes mais ‘dark’ que Zeppelin… Beatles mais ainda!

    Sei que não és tu que dizes. Mas não podemos ajudar a perpetrar um engano, um erro de julgamento – ou simplesmente um erro propositado porque confortável. (Os Blues têm coisas ‘bué’ ‘dark’!)

    Sabbath tem influência directa sobre Melvins, Kyuss, Fu Manchu, Clutch, Queens of the Stone Age (menos aqui). Trata-se da linguagem mais pesada do Rock – o stoner.

    O Metal tem raízes na música clássica que não podem ser olvidadas. Iron Maiden, Diamond Head e camaradas influenciaram directamente bandas como Metallica (que nasce num contexto muito específico de San Francisco – com Slayer, Testament e Anthrax, que Sepultura tenta imitar meia década mais tarde no Brasil -, tal como Nirvana no início dos 90’s – que de outra forma poderiam mesmo ter passado ao lado).

    Agora, ‘meninos do coro’ são os Slipknot, comparados a bandas mais recentes que continuam (bem) a linguagem do Metal – como Meshuggah ou Opeth -, assim como quando postos ao lados dos ‘old school boys’.

    Mas o que me agrada mesmo é estar para aqui a dizer disparates com Sabbath por pano de fundo. =o)

  4. «Sabbath tem influência directa sobre Melvins, Kyuss, Fu Manchu, Clutch, Queens of the Stone Age (menos aqui).»

    Eia, tanta gente desconhecida 😛

  5. hugo, depois de tamanho “raspanete” para a próxima terei mais cuidado nas minhas “sugestões” musicais…

  6. Maxsilva diz:

    GUERRA DO IRAQUE?Não seria do Vietña?Paranoid e dos anos 70!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s