Longe vão os dias do Império

O Dalai Lama passou por Portugal em Setembro. O governo Sócrates, embaraçado, recusou-se a receber oficialmente o líder espiritual do Tibete. Razão? Receio de uma qualquer reacção enfurecida e enraivecida da China – cada vez mais, um parceiro comercial, económico e diplomático de relevo.

Ora, esta semana, o mesmo Dalai Lama vai passar pelos EUA e, para além das habituais conferências e palestras, vai ser recebido oficialmente por George W. Bush e condecorado com a mais alta distinção que pode ser atribuída a um civil naquele país: a Medalha do congresso.

A China, claro, fez birra. Já anunciou que não poderá participar numa reunião diplomática, por motivos técnicos, cujo objectivo era discutir os passos a tomar após a decisão de Teerão em cooperar com a comunidade internacional no que diz respeito às armas nucleares. Porém, pouco mais vai fazer em relação a isto. O capricho chinês não vai durar porque não interessa a Pequim uma desavença com Washington.

Bush comunicou há duas semanas atrás ao presidente chinês, Hu Jintao, a vinda do Dalai Lama e a sua condecoração, ao mesmo tempo que assegurou que irá estar presente nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008. Jogo de concessões.

José Sócrates preferiu, em vez de contactar Pequim, ignorar a vinda de Dalai Lama. Em termos conjunturais, o Estado com a presidência da UE ficou com a imagem manchada. É feio não receber um Prémio Nobel da Paz. Dá mau aspecto, assim como dá mau aspecto acolher em Lisboa um ditador e assassino, como é Mugabe

O episódio com o Dalai Lama só revelou a pequenez da nossa visão diplomática da panorâmica das relações internacionais. Não recebemos o Dalai Lama, mas estamos a preparar a Europa para se sentar à mesa com Robert Mugabe, um déspota e opressor tirano africano.

Gordon Brown já afirmou contundentemente: Nenhum membro do Governo britânico se vai sentar à mesma mesa que Mugabe. Hoje, de Praga já vieram vozes de apoio à medida britânica e a intenção em imitá-la. E, agora, que vai fazer Sócrates?

A cimeira Europa-África é a marca que Sócrates quer dar à presidência portuguesa da União – talvez, até, mais do que o tratado Constitucional. Agora, a viabilidade e eficácia da mesma se encontra afrouxada, pois se um membro como o Reino Unido se recusa a participar dá conta de uma fractura na UE que poderá não ser sarada, qualquer que seja o caminho seguido na reunião.

É altura de tomarmos uma posição de força; altura de levantarmos a voz e fazer valer os nossos direitos enquanto membros de plenos direitos da EU e actuais presidentes da União e decidirmos o que vamos fazer: Ou se contacta Londres e, ao mais alto nível, se convence Brown da fundamental importância da reunião com África e como é importante que a Europa se mostre unida e a uma só voz – mesmo que essa voz seja de oposição e crítica à ditadura no Zimbabué – ou, por outro lado, sujeitamo-nos a acolher um líder como Mugabe, dando o peito às balas no que diz respeito às críticas que vamos receber da comunidade internacional. Mas, pelo menos, que se tome uma decisão coerente e consistente.

Para além disso há um problema maior, pelo menos para mim: Então, Portugal não recebe o Dalai Lama, o homem não faz mal a uma mosca, e deita-se com Mugabe? Que razão pode servir para receber um e ignorar o outro? A ‘legitimidade’ do poder de Mugabe?

Ou eu muito me engano, ou dos tempos do Império, politica e diplomaticamente falando, não sobrou muito. Talvez algumas caravelas. Agora, a coragem e a força política, essa, desvaneceu-se. Aliás, tão desvanecida que está que quase nem se vê.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Política, Sociedade. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s