A quinta frase

Tarde e a más horas, aqui vai a minha resposta ao repto lançado pelo Rosmaninho. A proposta é simples: «reproduzir aqui no blogue, integralmente, a quinta frase da página 161 do livro à distância de um braço».

Ora, então, aqui vai ela:

“As rodas do ferro arrancavam centelhas aos resíduos de pederneira e Mr. Maxted segurou-lhe o o ombro, ofegante do esforço por tentar acompanhá-lo.”

in “O Império do Sol”, J.G. Ballard (Livros do Brasil, 1987)

Como demorei tanto a responder ao desafio, nem sei se devo arriscar endereçá-lo a mais alguém. Mas, envolto num espírito de aventura, vou fazê-lo na mesma. Então, que as meninas Sílva Pereira Cristiana Reis e os meninos Alexandre Carvalho, Marcos Sabino e Hugo Monteiro continuem a tarefa.

Anúncios

One thought on “A quinta frase

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s