Lavar o dinheiro e a roupa

Parece que anda na moda. Luís Filipe Menezes, Ribau Esteves, Rui Rio e António Capucho (principalmente estes) estão num concurso público de lavagem de roupa.

Depois das críticas – fundamentadas legalmente – à proposta de alteração dos estatutos do partido, nomeadamente na questão do pagamento das quotas, estalou o verniz e a direcção bicéfala do partido levou a mal as intervenções dos dez (!!!!) anteriores secretários-gerais do PSD.

Rio e Capucho, mas mais o homem do Porto, levantaram a questão de que é possível – e em termos práticos passa mesmo a ser exequível – que o novo sistema de pagamento das quotas de filiação no PSD sirvam, por exemplo, para lavagem de dinheiro. Como deixa de haver documentação e regulamentação na hora do pagamento, deixa também de ser possível controlar a quantidade do dinheiro que entra no partido e, tão certo como 2 e 2 serem 4, isto abre portas para a possibilidade de haver financiamento ilícito ao partido.

E, claro, na política deve-se ser como a mulher de César, isto é, deve-se ser e parecer ser sério e não parece nada inteligente este autêntico retrocesso político e, inclusive, burocrático de Menezes que continua na sua cruzada de entrega do partido às bases, enquanto o vai popularizando e esvaziando o seu discurso e o posicionamento no espectro político.

Ao mesmo tempo, aproveita para destruir capital humano do seu próprio PSD. Rio e Capucho são presidentes de Câmara, de duas das mais importantes autarquias em mãos laranja e o líder do partido, Menezes, preferiu atacar publicamente os dois do que manter a porta fechada e resolver os problemas dentro do partido. Pelo meio, lá vem o badameco do Ribau Esteves mandar umas bujardas a mando do homem de Gaia.

Uma coisa parece cada vez mais certa: Sócrates só perderá a maioria por culpa própria, porque mais do que ganhar votos – o PSD não os merece hoje, nem parece que os quererá em 2009 – a oposição poderá contar com aqueles que usarão a viagem às urnas como forma de protesto ao governo.  

Esta entrada foi publicada em Política. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s