Muda de vida se tu não vives satisfeito

Marques Mendes lança hoje o seu livro. “Muda de vida” é o nome. O ex-líder do PSD escreve sobre o país e como ele resolveria os problemas de Portugal, caso se sentasse na cadeira do poder.

Porém, Mendes fez questão de sublinhar que não se trata de um ataque ao PSD e, muito menos, a Manuela Ferreira Leite. “Não fiz um livro para o PSD. Estou fora da política activa e assim vou continuar”, disse aos microfones do RCP.

É verdade que Mendes foi sempre um líder simpático mas que nunca levaria o PSD a São Bento. Fosse pelo tamanho, fosse pelo discurso, o máximo a que Luís Marques Mendes poderia almejar era a restituir alguma credibilidade ao partido, muito graças à sua política de “exclusão” dos autarcas arguidos.

Por não ser popular perdeu para Menezes; por ter perdido para Menezes, ficou com ódio a Ferreira Leite – que não o ajudou como ele esperava. Agora, que a “Dama de Ferro” de Durão está a tentar acabar a maratona iniciada por Mendes – e procura, realisticamente, apenas retirar a maioria absoluta ao PS -, o ex-líder publica um livro com “sugestões para o país”.

Quer seja pelo “timing”, quer seja pelo conteúdo da publicação, o facto é que é impossível não ler “amargura” ao longo das muitas palavras que vão compondo “Mudar de Vida”.

E, amargura pela vida que levou durante dois anos, arcando com a herança Santana e perdendo a cabeça com a ala populista do PSD, enquanto Manuela e Rio o deixavam queimar, esperando pelo momento certo para atacar, foi o que motivou Marques Mendes a aparecer em público para dizer aos portugueses que se os malvados do PSD o não tivessem afastado e se os ingratos dos eleitores não olhassem apenas para a sua altura e pronúncia nortenha, era assim que ele salvaria o país do pântano e compraria umas cuecas da avó para substituir a tanga do tempo de Ferreira Leite nas finanças.

Mas, como Mendes não vivia satisfeito, mudou de vida. E, fez bem.

Esta entrada foi publicada em Política. ligação permanente.

3 respostas a Muda de vida se tu não vives satisfeito

  1. Nuno Ferreira diz:

    O Marques Mendes foi o melhor presidente do PSD desde o Cavaco. Foi traído pelas pressões internas e pela fome de poder dentro do partido.

    E, deixe-me que lhe diga, que falar na altura do senhor para justificar qualquer consequência política é de algum mau tom. Nós só temos a altura dos nossos actos.

  2. Caro Nuno,

    “O Marques Mendes foi o melhor presidente do PSD desde o Cavaco. Foi traído pelas pressões internas e pela fome de poder dentro do partido.”

    Naturalmente, esta é a sua posição. Em relação à primeira alegação, devo dizer que discordo; já sobre a segunda parte, não posso dizer que estou 100% em desacordo.

    “falar na altura do senhor para justificar qualquer consequência política é de algum mau tom. Nós só temos a altura dos nossos actos.”

    nunca usei o argumento da altura para menosprezar ou qualificar Marques Mendes. Mas, também não fui o primeiro a dizer que a altura dele seria um severo ‘handicap’ no momento da chegada às urnas.

    Acredita que é mentira?

  3. reverprogramas diz:

    Para rever os principais programas da TV e rádio aconselho a visita a este site:

    http://rever.pt.vu/

    Directório de Programas de TV e Rádio na Internet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s