A estupidez não conhece nem limites nem fronteiras

Nos EUA, morreu uma criança durante um festival de armas de fogo em Westfield, Massachusetts. Não se pense que Christopher Bizilj, de oito anos, foi apanhado por uma bala perdida, ou em fogo cruzado. Nada disso. O menino morreu depois de perder o controlo sobre a arma que estava a disparar, devidamente supervisionado pelo pai e por um instrutor autorizado. Um tiro na cabeça foi o suficiente para a criança morrer em frente ao pai, director de um hospital da região.

A culpa, essa, é toda do pai e, eventualmente, do instrutor. O Estado, neste domínio, está perfeitamente isento de responsabilidades. O Massachusetts é um dos estados mais restritivos no que à posse de armas diz respeito e uma criança apenas pode disparar uma arma se estiver debaixo da supervisão de um dos pais e acompanhada pelo tal instrutor habilitado.

A partir do momento em que as normas legais são cumpridas, a responsabilidade do Estado morre ali. As restrições impostas servem, precisamente, para tornar mais difícil e complicado que, legalmente, uma criança possa pegar em armas – zelando pela sua segurança. Contudo, no momento em que é o próprio pai quem dá a luz verde, as responsabilidades pelas consequências desse acto só podem cair sobre ele.

Se o pai quer que o filho dispare, como pode o Estado interferir? A não ser que seja provado que o pai – neste caso, um médico e director de hospital – seja demente, se ele quer que o filho dispare, o puto dispara. O Estado, impõe as regras e dá os devidos conselhos. O resto fica ao critério dos pais.

Que não sirva este episódio para o aparecimento de uma série de comentários e condenações ao estilo de Michael Moore, de que na América até as crianças andam de metralhadora em punho a dar tiros uns aos outros.

Nada disso. Este caso resume-se, pura e simplesmente, a um acesso de estupidez de um pai. Acesso esse que poderia acontecer em qualquer lado. A estupidez parental, essa, não conhece fronteiras.

Esta entrada foi publicada em Eclipses, Sociedade. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s