A Taça é nossa

Chego tarde à discussão porque o tempo tem sido um inimigo na luta pela actualização deste blogue. Contudo, a notícia de que o árbitro Lucílio Baptista tem sido alvo de ameaças de morte mostra que esta conversa ainda está bem na ordem do dia.

Primeiro, aos factos. Lucílio Baptista não deu a Taça da Liga ao Benfica. Se quisermos responsabilizar alguém por isso, que se culpe o Quim. Defendeu três penalties e foi o homem da final. Lucílio, um dos árbitros mais sobrevalorizados da nossa história, cometeu um erro grave ao marcar o penaltie do empate. Certo. Mas, foi apenas mais um erro a juntar a tantos outros cometidos ao longa da sua carreira.

Na época passada, o Benfica foi roubado (e uso a terminologia de Paulo Bento) no Bessa com Lucílio de apito na boca. Na altura, o Benfica protestou mas pouco mais se podia fazer. Na altura, os ‘outros’ limitaram-se a dizer que se tratavam dos erros normais num jogo de bola.

Já esta temporada, o Benfica foi violentamente punido no Dragão. Yebda soprou e Lisandro caiu. A vitória no Dragão teria permitido chegar ao primeiro lugar. Também, não sejamos parvos, há uma falta sobre Lucho que fica por marcar e sei muito bem que David Luiz está fora de jogo contra o Braga. Mas, aceitemos todos estes erros como o produto natural do futebol sem recurso às novas tecnologias.

Tiago podia ter defendido o penaltie de Reyes. Postiga podia ter sido mais convincente na hora do remate. Liedson podia ter assumido o seu papel de finalizador e marcado uma das penalidades. Nada disto aconteceu. E, culpar o árbitro pela incapacidade leonina em converter grandes penalidades é parvo e demonstra falta de bom senso.

As reacções das gentes de Alvalade estão empoladas devido aos nervos que estão a atacar o clube. À beira de perder mais um campeonato, o Sporting apostou muita coisa nesta final. Assim como o Benfica. Duas equipas que não jogam nada e que deveriam estar a fazer épocas bem mais positivas. Depois da derrocada em Munique, Paulo Bento queria ressuscitar para a vida com a vitória na Liga. Não conseguiu. A culpa, em última instância, não é do Lucílio. É do próprio Sporting.

Aquilo que verdadeiramente irrita os sportinguistas são os anos de desinvestimento na equipa, é a venda de jogadores de qualidade e a compra de atletas sem valor.  É a aposta num plantel barato para cortar nas despesas e esperar que chegue para ir à Liga dos Campeões fazer dinheiro e não bons resultados desportivos.

Os sportinguistas deveriam estar zangados com a sua direcção, equipa técnica e plantel. O Lucílio cometeu um erro, como já cometeu tantos na sua carreira. Benfica, Porto, Sporting, Boavista, Braga, Guimarães e todas as outras equipas têm razões de queixa do homem. Marcar um penaltie que não existiu não faz do Sporting um clube mais penalizado. Faz do Sporting mais um clube penalizado pelo árbitro de Setúbal.

Com tudo isto, esquecemo-nos de que o jogo foi fraquíssimo, que ambos os plantéis têm atletas terrivelmente maus, que Paulo Bento não sabe ler um jogo e de que Quique está a ficar demasiado envergonhado na hora de tomar decisões.

Deixemos as polémicas de fora e apostemos no futebol. Na bola a rolar nos relvados. E esperemos que os craques comecem a aparecer e a jogar alguma coisa. Até lá, a Taça da Liga é nossa e o Benfica é o primeiro clube português a conquistar todos os títulos nacionais.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Desporto, Sociedade. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s